quinta-feira, 22 de setembro de 2011

Mãe...



Você já parou pra pensar no imenso valor de uma palavra tão pequenina?
Pois é eu durante muito tempo não, precisei saber como realmente é ser mãe pra entender o que isso representa.
Desde a gestação o feto conhece os batimentos cardíacos, a voz, a respiração, o humor e cada situação vivida pelo anjo que Deus lhe deu de presente para guiá-lo.
Passam por até 20 horas de trabalho de parto, e amam alguém pelo simples fato de saber que existem, mesmo até antes de vê-los.
Elas abdicam sua vida, seus planos, mudam sonhos, rotina, mudam sua forma de ser e agir, tornam-se pessoas melhores, mais solidárias, generosas.
Elas perdem grande parte da atenção dos amores de suas vidas, o corpo passa por muitas mudanças que deixaram marcas em algumas.
Deixam de lado a vaidade e de pessoas egoístas nasce um instinto que te faz sempre enxergar o outro em primeiro lugar, seja ele o seu ou o filho de outro.
Necessitam de força, muita calma durante o parto e uma dor que para algumas é insuportável elas conseguem esquecer depois de 1 segundo quando olham em pequenos lindos olhinhos.
Eles se alimentam delas, de suas vitaminas, do que as mantém vivas, algumas até se esquecem da vida e acabam por adoecer, por que esqueceram que também tem necessidades.
Os pequenos as conhecem pelo cheiro gostoso de mamãe, um perfume que só ela tem e que faz elas se aproximarem e o recém nascido começar a chorar pra pedir colo.
Isso nunca muda tenha a criança à idade que for mesmo o adulto, quantas vezes você viu uma criança ser afastada da mãe até no momento de entrar na escolinha e sentiu a imensa angustia desta separação, e do choro cheio de soluços do pequeno e às vezes da mamãe também.
Quantas vezes você depois de muitos problemas, tristezas ou chateação a primeira coisa que te passou pela mente foi à voz ou a imagem deste ser maravilhoso? E a vontade absurda de correr para os braços dela e ouvir que tudo isso passa.
Hoje não é o dia das mães, eu trabalhei um mês todo na maternidade e as vi chegando tão inexperientes esgotadas, participei de muita felicidade e tive a honra de confortá-las em momentos tristes mesmo sem saber o que falar, chorando escondido eu apenas disse que sentia muito e realmente ainda sinto e agora estou passando pelo ambulatório onde as gestantes trazem aqueles rostos lindos cheios de expectativas e dúvidas, onde as mamães amamentando retornam depois do parto, com aqueles bebês lindos as olhando apaixonadamente e eu não sei explicar o efeito que esse momento tem pra mim, ou como elas conseguem influenciar minha vida, mais enquanto eu puder dedicarei a elas, aos baixinhos e aos papais, aquelas famílias lindas que pertinho de mim floresceram e me permitiram fazer parte do grande milagre de gerar duas novas vidas as dos bebês e as das mamães que eu tanto auxílio.

Parabéns a minha amada mamãe pelo seu aniversário no dia de hoje, mãe te amo obrigada por tudo que você é e sempre representará pra mim.







As meninas especiais da maternidade que eu tanto amo


Trabalhando com a mamãe