terça-feira, 28 de junho de 2011

Ahhhh a Papinha?????


Quantas dúvidas existem na cabeça das mamães em relação a papinha do bebê, muitas amigas me perguntam e me procuram pra dar dicas então vamos lá:
A idade correta para introduzir a dieta pastosa na rotina do bebê é aos 6 meses de idade, a partir daí começam a se introduzir os sucos e frutas aos poucos, peneirados, ou amassados geralmente entre as principais mamadas até o horário do almoço para facilitar a digestão,e é normal o entra e saí da boca o tempo todo rsrsr...
É necessário manter a criança sentadinha para evitar o refluxo e possíveis engasgos.
Os sucos devem ser naturais, frescos, ingeridos até duas horas após o preparo, em temperatura ambiente, bem peneirados, preferencialmente sem açúcar, podem conter frutas e legumes, existem sucos laxativos como: pêra, mamão com laranja, cenoura com laranja, e outros que ajudam a firmar as evacuações do bebê como: beterraba com laranja, maçã, goiaba.
Muitas mamães acabam por comprar aquela papinha da farmácia, ou do mercado que vem pronta e perdem a melhor parte da maternidade, o cuidado e carinho que o bebê adora tanto, nada se compara a papina fresquinha preparada pela mamãe e o cheirinho gostoso que ela deixa no ar.
De mamãe para mamãe minhas receitinhas: prefira legumes da época, mesmo que você não goste introduza na alimentação do seu filho, pois a educação alimentar e os bons hábitos vêm da mamãe, escolha legumes e verduras que os sabores combinem como abóbora, cenoura, inhame, batata, tomate, mandioquinha, couve entre outros... Para cada refeição de preferência a dois ou três legumes ou verduras por vez, pode-se introduzir carnes como frango e carnes vermelhas bem cozidas em pequenas quantidades, sal deve ser uma coisa bem dosadas em quantidades mínimas, os legumes antes de bem cozidos podem ser refogados com cebola, alho, salsinha e azeite em pequenas quantidades, deve ser colocado algum cereal como arroz integral ou massas como macarrão de cereais, depois de pronta a papinha pode ser usada até 1 dia se armazenada na geladeira, não deve ser aquecida no microondas para não perder o valor nutritivo, e lá vai a dica mestra, nunca, NUNCA bata no liquidificador a papinha deve ser peneirada com uma peneira bem estreita e de acordo com o desenvolvimento do bebê se introduz uma peneira cada vez mais larga, até o uso do garfo para amassar somente, se oferta a refeição em temperatura ambiente ou levemente morna.
As refeições iniciam-se apenas com o almoço e com o passar dos dias se oferece o jantar ao bebê só até as 17 horas da tarde para facilitar a digestão.
Trinta minutos antes das principais refeições podem ser oferecidas aos bebês frutas com alto teor de vitamina C como laranja, mamão e goiaba para ajudar na metabolização do ferro ingerido na papinha.
Não se deve oferecer nenhum alimento que contenha leite (lactose) para complementar a refeição ou trinta minutos antes ou depois da refeição, pois a lactose dificulta a absorção de ferro.
E eu vou contar um segredo pra vocês acostumei tão mal o João com a papinha fresquinha e cheirosa da mamãe que até quando ia sair tinha que levar nossa marmita, ele não aceitava comer outra coisa rsrsr...
E ele não costumava regurgitar e ficar cuspindo como os bebês fazem normalmente era da colher para boca e da boca direto ao estômago rsrs
E ficam aí as dicas cheias de desejos de que os bebês lindos de vocês sejam apaixonados pela comida da mamãe!

quinta-feira, 16 de junho de 2011

O que são viroses Gastrointestinais?

Viroses são doenças causadas por vírus de ciclo determinado, com sintomas de leves a moderados, sem conseqüências graves, e não há remédios eficazes para o seu combate, tratam-se os sintomas.
Como se transmite?
Através do contato com secreções, alimentos e água contaminados.
Qual a prevenção?
É de extrema importância lavar as mãos após usar o banheiro, antes de preparar os alimentos e antes de manusear a criança.
Crianças até 6 meses de idade devem receber somente o aleitamento materno.
Lavar corretamente os alimentos e deixar de molho por 20 minutos em uma solução de 1 litro de água fervida para 1 colher de sopa de água sanitária e enxaguar em água fervida ou filtrada antes de servir e não ingerir alimentos fora do prazo de validade.
Quais os sintomas?
Febre baixa e persistente, vômitos, diarréia, dores de cabeça e no corpo, os sintomas podem durar de 5 a 10 dias.
Qual o tratamento?
Deve-se prevenir a desidratação com o uso de soros que podem ser os distribuídos gratuitamente na UBS (Unidade básica de Saúde) mais próxima a sua casa, comprado na drogaria mais próxima, ou soro caseiro e deve ser manter em repouso.
Receita soro caseiro:
Existe uma colher de medida distribuída gratuitamente na UBS a medida menor é de sal a maior de açúcar, coloca-se uma medida de sal e duas medidas rasas de açúcar em um copo de 200 ml de água previamente fervida ou filtrada, mas caso você não possua a colher de medida é realizado a seguinte receita: duas colheres de sopa rasas de açúcar, uma colher de café rasa de sal, em um copo com 200 ml de água fervida ou filtrada.
Deve-se oferecer a criança ingerir 100 ml do soro a cada vômito ou evacuação da mesma.