quarta-feira, 19 de janeiro de 2011

Violência Infantil


É no mínimo triste e desagradável falar deste assunto, mas é extremamente necessário, para a conscientização das pessoas sobre a Violência Infantil em nosso país que cresce cada dia mais.
A violência infantil pode ser classificada em violência física, sexual, emocional ou psicológica e negligência. Cada forma de violência terá no futuro manifestações especificas nas crianças que sofrem abusos, transtornos graves, longos e de difícil resolução, onde a maioria dessas crianças se tornaram adultos violentos ou reprimidos.

Violência física:

Violência física é o tipo de abuso mais fácil de detectar pelas lesões e hematomas que causam mais algumas infelizmente passam despercebidas pelas pessoas e até profissionais da saúde por confundir se com lesões acidentais. É muito controvertida em termos de quais atos podem ser considerados violentos: desde uma simples palmada até agressões com armas brancas e de fogo, com instrumentos (pau, barra de ferro, taco de bilhar, tamancos etc.) e imposição de queimaduras, socos, pontapés.

Violência Emocional ou Psicológica:

Ao contrario da violência fisica é o abuso mais dificil de se diagnosticar. É a conseqüência da hostilidade verbal, desprezo, discriminação, indiferença, crítica ou ameaça de abandono, priva a criança de afeto, impede sua interação social, humilhação da criança em frente às outras pessoas, entre outros aspectos que vão ter conseqüências difíceis de serem revertidas. Essas conseqüências vão se caracterizar através da tristeza e depressão, problemas relacionados à conduta da criança como agressividade, maiores tendências a vícios, problemas de auto estima, tendência a suicídio, dificuldades de aprendizado, entre outros fatores que atrapalharam o desenvolvimento da criança que sofre este tipo de violência.

Negligência:

É a omissão dos responsáveis pela criança de prover as suas necessidades físicas, como alimentação, vestuário, higiene, segurança, suas necessidades emocionais, como afeto, necessidades de interação com seus pais, enfim negligência em proporcionar o bem estar da criança. Isso pode levar à criança a desnutrição, aumenta os riscos de acidentes, ausência escolar, má higiene, depressão, levando ainda a tantas outras conseqüências.

Violência Sexual:

Abuso Sexual é qualquer conduta sexual com uma criança levada a cabo por um adulto ou por outra criança mais velha. Isto pode significar, além da penetração vaginal ou anal na criança, também tocar seus genitais ou fazer com que a criança toque os genitais do adulto ou de outra criança mais velha, ou o contato oral genital ou ainda roçar os genitais do adulto com a criança.
O abuso sexual às crianças pode ocorrer na família, através do pai, do padrasto, do irmão ou outro parente qualquer. Outras vezes ocorre fora de casa, como na casa de um amigo da família, na casa da pessoa que toma conta da criança, na casa do vizinho, de um professor ou mesmo por um desconhecido. O abuso sexual não distingue classe social, nem nível sócio cultural, constitui um dos traumas psíquicos mais intensos e tem conseqüências sumamente destrutivas na personalidade da vítima.

Comportamento da criança abusada sexualmente:

Problemas com o sono ou pesadelos, isolamento de seus amigos e da família, Achar que têm o corpo sujo ou contaminado, Ter medo de que haja algo de mal com seus genitais, Negar-se a ir à escola, Rebeldia, Agressividade excessiva; Comportamento suicida, Terror e medo de algumas pessoas ou alguns lugares, Respostas ilógicas quando perguntamos sobre alguma ferida em seus genitais, Mudanças súbitas de conduta, transtornos de ansiedade, sintomas depressivos e agressivos, apresentam problemas quanto ao seu papel e funcionamento sexual e dificuldades sérias em relacionamentos.
A família como agente de socialização e desenvolvimento deve proporcionar uma formação equilibrada às crianças e jovens, bem como a sua normal integração no seio da sociedade. E nós como membros dessa sociedade não devemos fechar nossos olhos, quem suspeita de que uma criança esteja sofrendo agressão de qualquer forma deve encaminhar a denúncia para o Conselho Tutelar ou para o Ministério Público de sua cidade o mais rápido possível. Se ficar provado que a criança é vítima de maus tratos, o agressor será punido, e a guarda da criança passará a ser do parente mais próximo.
Se você preferir, pode fazer a sua denúncia por telefone ao Disque Denúncia. Este serviço permite que qualquer pessoa forneça a policia informações com a garantia de anonimato.

São Paulo e região metropolitana: 181
Estado de São Paulo 0800 156315

6 comentários:

Mônica Bif disse...

Olá queridos!!!! Amei o Blog... sou enfermeira tb, amo cuidar de vidas! Já convido a seguirem o meu Blog: www.blogdamonicabif.blogspot.com. Abraços, fiquem com Deus e até mais!

Dayane Mendes Rezador disse...

Minha querida. Não preciso reforçar o quanto admiro sua profissão. Isso me faz lembrar de uma frase "Quem não vive para servir, não serve para viver".

Eu trabalho a mais um menos 1 ano num abrigo que cuida de crianças que sofreram todo tipo de abuso, sexual, emocional entre outros. Realmente é triste saber que o futuro dessa criança pode estar comprometido. Entretanto há uma vertente de fé que me impulsiona a acreditar que com fé e esperança é possível sim, escrever uma linda e nova história para essas crianças. É disso que me alimento, é para isso que vivo.

Um abraço Ju querida

Ministério disse...

Saúde Não Tem Preço: Medicamentos gratuitos para hipertensão e diabetes
Através do programa Saúde Não Tem Preço, medicamentos para controle de diabetes e hipertensão agora são oferecidos gratuitamente pelo governo na rede de farmácias e drogarias conveniadas à rede Aqui Tem Farmácia Popular.

Estas doenças são responsáveis pela maior causa de mortalidade no nosso país. Ajude-nos a mudar este cenário: Divulgue para seus pacientes a possibilidade de terem o acesso gratuito aos medicamentos e a importância dos hábitos saudáveis para o controle destas doenças.

Saiba mais sobre o programa: (hotsite)
Para outras informações:
comunicacao@saude.gov.br ou www.formspring.me/minsaude

Obrigado,
Ministério da Saúde

Enfermagem é Minha Vida! disse...

Olá blogueiros,adorei ler sobre este post, pena que seja uma realidade não só brasileira e sim mundial!!!

Anônimo disse...

Do you mіnd if Ι quote a few of your articles as long aѕ I providе сredit and sοurces bасk to your blog?
My blog іs in the very same areа of interеst as
yours and my userѕ would definitelу benefit from some of
the informаtion you present here. Pleasе lеt me know if thіs ok with you.
Appreciаte it!

Heгe iѕ my blog post :: V2 Cigs reviews

Anônimo disse...

Εverything is veгy оpen ωith a pгecisе explanation of thе chаllengеs.
Іt was truly informatіve. Youг site is useful.
Thanκs fοr sharіng!

my sitе ... Scribblymate.Com