segunda-feira, 16 de agosto de 2010

Trabalho Social


Sabe quando Deus escreve certo por linhas tortas?
Eu sempre acreditei nessa frase, agora principalmente, como comentei aqui estou realizando trabalhos sociais, foi mais ou menos assim:
Certo dia eu tenho um estalo como de costume e comento com minha mãe meu desejo e a possibilidade de servir sopão aos moradores de rua, ela diz que não, por que meu filho está sempre adoentado e que não temos tempo, daí eu digo, para de desculpa isso não importa.
O tempo passa e como de costume nos reunimos para ler o evangelho no lar, e aberto aleatoriamente abre na seguinte lição Beneficência, segue um trecho:
“ Vejo várias vezes na semana uma reunião de senhoras, de todas as idades, para nós, como sabeis, são todas irmãs. Que fazem elas? Trabalham depressa, depressa; os dedos são ágeis; vede também os como os rostos são radiosos e como os corações batem uníssono! Mais qual é o seu objetivo? É que elas vêem se aproximar o inverno que será rude para os lares pobres; as pobres mães se inquietam e choram pensando nas criancinhas que neste inverno terão frio e fome! Mas, paciência, pobres mulheres Deus inspirou a mulheres mais afortunadas que vós, elas estão reunidas e vos confeccionarão roupinhas; depois num desses dias quando a neve tiver coberto a terra e murmurardes dizendo “Deus não é justo” por que é vossa palavra habitual, a vós que sofreis; então vereis aparecer um dos filhos dessas boas trabalhadoras é para vós que elas trabalham assim, e vossa murmuração se mudará em bênçãos. Como é preciso a todas essas trabalhadoras um encorajamento, vejo a comunicação dos bons espíritos lhes chegando de todas as partes...”
E assim o texto seguiu e eu já estava aos prantos, quando minha mãe disse então lá vamos nós!
Foi aí que fui pedir ajuda aos meus familiares que viraram as costas, mais foi em minhas amigas que encontrei todo apoio, carinho e dedicação!
Todos os sábados de noite meu grande passeio é pelas ruas frias do centro da cidade, logo pela manhã nos reunimos e borá lá descascar e cortar mais de 100 legumes, temperar, cozinhar 6 sacos de macarrão, e remar dentro da panela de 38 litros com uma colher de pau gigante rsrsrsrs... A cozinha cheia de mulheres brincando e conversando e depois de horas fazendo a sopa as meninas se reúnem dentro do camburão da Doblo rsrsrsrs... Como a Ju Vital diz: superando os limites, com um monte de sopa quente, fechadas num ambiente com um cheiro de sopa forte demais, chacoalhando, e todas passando mal, apertadas com as sacolas de roupas e descartáveis, e muito animadas fazendo festa lá dentro!
Agradeço ao meu papai Davi por comprar a nossa idéia e investir com os ingredientes e verba necessária, dirigindo o carro, a minha mamãe que tempera e cozinha a sopa, a minha irmã Ariel que ajuda a descascar e cortar os legumes e a cuidar do Tutu p/ eu ir ajudar na entrega, a Graça minha amada amiga que me ajuda a entregar e fazer a sopa, a Juju gordelicia e Ale baiana linda minhas amadas que vêm de longe ajudar em tudo sem elas isso tudo não seria possível !
E lá vamos nós!!!!!!!!
Numa certa noite ocorreram alguns comentários vamos começar assim;
Todo mundo dentro do camburão Davi para o carro, e grita vamos comer uma sopinha aí?
Ele dá a mão e cumprimenta as pessoas enquanto as meninas servem a sopa, uma pega o pote, a outra coloca a comida, a outra segura a tampa quente da panela, e a mãe vai entregar.
Um dia um dos nossos fregueses como o Davi diz soltou a seguinte frase:
Quem fez a sopa? Daí Juju gordelicia responde nós!
Ele diz novamente olhando um monte de moças:
-Todas vocês?
Daí ela disse sim, ele respondeu:
-Tá uma delicia muito bem temperadinha!
As meninas se acabaram de dar risada lá de dentro, rsrsrsr....
As crianças vêm correndo nos receber sem agasalhos e com fome, minha mãe sempre acaba com os olhos mareados, elas até tentam entrar dentro do carro eu digo assim:
-Entrou é meu! Rsrsrsrsr... Vamos encher o carro de cabecinhas e levar para casa!
Um dia um senhor de idade disse a seguinte frase para minha mãe:
-Graças a Deus vocês vieram, eu estava pedindo por que estamos com muita fome!
Tem uns fregueses que dizem estar em muitos para repetir o prato, outros que agradecem demais, alguns mal podem falar ou levantar por que estão por muitos dias sem comer, tantas crianças em condições desumanas, e que todas as vezes nos faz refletir, os filhos dos outros são nossos filhos e tantos passam por lá e fingem não ver, para mim não importa a idade são todos meus filhos queridos e não existe coisa mais bonita do que eu escutei esses dias do meu filho:
-Mãe quando você morrer ou ficar velhinha eu vou continuar fazendo as coisas que você faz, eu e a Ariel vamos levar sopa paras as pessoas na rua!
E por esses e outros motivos eu sou muito agradecida a Deus por tudo!


Estou realizando projetos sociais, quer ajudar?
Servimos semanalmente refeições aos moradores de rua da cidade de São Paulo, aceitamos doações de alimentos não perecíveis, descartáveis, agasalhos e dinheiro, para doar entre em contato pelo email ju.migliorati@hotmail.com retiramos as doações se possível.


Grata.
Juliana Migliorati.

4 comentários:

Adolfo Payés disse...

Cuanto tiempo sin pasar por tu blog.. ya de nuevo en estos quehaceres de lecturas de blogs.. me quedo siempre con tus letras..


Un abrazo
Saludos fraternos



Mis mejores deseo para esta semana..

Nova Civilização disse...

Amiga Ju,

todos os dias Cristo nos convida, nos chama e nos encoraja a encontrá-lo dentro de nós e principalmente em nossos semelhantes. E quando o encontramos é algo que queremos partilhar... simplesmente amar, pois Ele é o próprio amor, o caminho verdadeiro que nos leva ao Pai, que para chegarmos precisamos nos dispor cada vez mais a essa força...

Tenho certeza que é isso mesmo Deus escreve certo por linhas tortas. E quando o ajudamos, nos entregamos ao Pai e assim podemos ser instrumentos do seu amor...

encheste meu coração de alegria. Obrigada pela partilha,

beijinhos

Deus abençoe a você e toda a sua família,

Gisele

Amanda disse...

Oie... tudo bem, nossa muito bacana seu espaço, que bom q a gente tem a déia q promove esses encontros neh?
Lindo seu filho!!!!

bjossss

Amanda

Amiga do Cafa ( Celamar ) disse...

Ju,
Já diz a frase no evangelho : " Fora da caridade não há salvação."
Quem sabe daí seu projeto não vai aumentando e você abre mais tarde uma ONG para ajudar mais e mais ?
O que me deixa triste é que essa é uma responsabilidade do poder público.Votamos nos políticos para que eles assistam e façam esse tipo de trabalho.
Mas, infelizmente, estão preocupados com o próprio " bolso"...
Eu não moro em Sampa. Sou do Rio.
Mas na torcida para que continue ajudando. Faz um bem danado, né ?
E conte-nos as histórias. Quero lê-las.
Beijos em toda a tua turma que arregaça as mãos e manda ver.
Que belo exemplo que você dá ao seu filho!!

Um lindo dia !!
Luz