sexta-feira, 5 de março de 2010

Haaaaaa alguns médicos...



Sempre pensei ser errado generalizar irresponsabilidade de certos profissionais, mais ultimamente não venho tendo muita sorte com médicos é a palavra certa é sorte, por mais incrível que pareça. Há uns três meses tenho passado muito tempo no hospital e não é trabalhando, mais sim acompanhando meu filho que está novamente doente.
Na primeira visitinha ao pediatra meu filho tinha a garganta inflamada de acordo com o especialista, eu fiz um exame físico e aceitei bem o diagnostico que estava errado era sinusite, mais sem raio-X nenhum de nós iria adivinhar. Antibiótico nele, até aí tudo bem este médico é maravilhoso, sempre acertou.
Uma semana depois do antibiótico meu filho ainda tinha febre e apareceram manchinhas na pele, decidi fazer uma visitinha a outro pediatra, diagnostico: escarlatina, eu heim, fiquei até com medo, e lá vamos nós continuarmos o antibiótico, achei meio estranho, pois a escarlatina tem uma sintomatologia peculiar, coisa que meu filho não apresentava, mais o médico é ele né! E a febre não nos deixava em paz quando pela terceira vez eu disse vou de novo ao hospital, lá encontrei um especialista que riu do diagnostico de escarlatina e me disse que era sinusite, coisa que eu suspeitava e ainda soltou a seguinte frase:
-Você como futura enfermeira sabe bem tratar isso, não vou nem fazer uma receita dê o antibiótico tal, em dosagem tal, e um anti-histamínico por que ele está com reação alérgica ao outro antibiótico e a febre vai passar!
Ok doutor, fiz exatamente o que ele mandou dei mais 14 dias de outro antibiótico no raio-X do seios da face parecia que meu filho estava com uma máscara de carnaval.
Tudo passou bem, até que meu filho começou a sentir dor de ouvido, pensei está inflamado por conta do catarro, é vamos ao hospital de novo, que coisa, assim que entrei no consultório contei todo o histórico do pequeno paciente, o médico examinou e disse:
-Seu filho está tendo um bronco espasmo, você vai fazer inalação com tal, tal e tal, ele está com náusea você vai dar tal e tal, ele também está com febre então administre tal e tal e por ultimo este ouvido está infeccionado e cheio de pus então de tal antibiótico vamos trocar, e faça um destro ele tem diabetes!
Quando eu escutei bronco espasmo comecei a rir, pois fiz ausculta no meu filho e nem catarro tinha no pulmão, náusea ele não tinha mesmo, febre então bem após tomar dipirona e eu medir 36 graus impossível, ouvido com pus eu não entendi, bem agora a diabetes me fez até chorar sem sentido, expliquei a minha mãe que era medonho o diagnóstico e a quantidade de medicações que ele ordenou administrar em meu filho ao mesmo tempo era absurda, minha mãe só disse uma coisa:
-Pare de chorar sua maluca, rasgue a ficha e vamos embora!
E eu fui, a outro hospital, onde encontrei uma médica maravilhosa que disse o seguinte:
-Que colega doido, seu filho só tem inflamação no ouvido e mais nada, nem enxergo pus, vamos tratar com um fitoterápico e nada de trocar o antibiótico!
E foi aí que tudo deu certo eu achei que estava ficando louca, por que meu filho praticamente estava tendo um treco e eu nem notei como disse aquele médico, aí vem a questão e se eu realizasse todo aquele tratamento desnecessário será que meu filho não teria um treco de verdade?
E se fosse uma mãezinha leiga, como estaria a criança agora?
É como eu disse a minha mãe:
-Mais vale uma futura enfermeira na mão do que um médico com o pensamento voando!
Continua...

12 comentários:

não sei o q dizer disse...

oi Jú!
espero que depois dessa via crucis, ele e vc estajam melhores!!
viva nossa profissão!!!!

assim q eu começar a pós, te falo mais sobre ela!

bjos

Ju disse...

Rapaz... o negócio tá sério mesmo, viu?

É muita incompetência. Sem contar que eles têm preguiça de investigar. E o pior: querem clinicar de olho. Se acham capazes de dizer que você não tem nada só com o exame físico.

Uma amiga minha tava andando de kart e bateram nela, como ela sentiu dores na coluna, foi ao médico. O médico examinou, disse que não era nada... não queria nem dar atestado pra que ela faltasse ao trabalho pra se recuperar.

No outro dia, a dor estava insuportável e os discos da coluna dela ficaram inchados, uns caroços mesmo... ela foi em outro médico... ele fez uma radiografia... muito ético, ele disse somente que o outro deveria ter passado um antiinflamatório para evitar esse ichasso. E deu um atestado de uma semana. Veja a diferença.

O que eu acho mais interssante é que os advogados fazem oab e as pessoas acham extremamente necessário pra "selecionar o bom profissional". E pra área de saúde, onde os profissionais vão lidar com a vida das pessoas, não tem prova. Incoerência total!

E o bb, está melhor?!

bjo

Silvana Mello disse...

É, já passei por poucas e boas deviado a diagnósticos assim quando meus filhos eram pequenos. Sorte a minha de sempre ter seguido mais medicação natural , inclusive muita homeopatia.O povo sofre...com a falta de informação e interesse por parte dos médicos.(Ridículo, não?) Bjuss

Déia disse...

Nossa, nem me diga isso!!
Quanta insegurança. Como leigos, temos que confiar...
Como em todas as profissões, existem os bons e os maus profissionais, agora, qdo o assunto é saúde, como conseguir saber em quem confiar e qual melhor conduta?
gravíssimo esse post, né?

Que bom q teu filho está bem!

bj

saudades de vc!

Potencia feminina disse...

Li tudinho. É muito complicado ser diagnosticado e tomar reemedio errado, depoisi aparecer com outra coisa e assim sucessivamente.. :/ Sorte a sua q teve um final feliz, e seu filhusco estará em ótimas mãos ^^

Nova Civilização disse...

Ju,

realmente... precisamos estar bem atentas!!! as vezes penso que por sermos profissionais da área da saúde muito ajuda, mas também tem horas que ficamos imaginando milhões de coisas. Não é?! mas é preciso sempre ter muita prudência como você fez... semana passada fiquei com uma virose dessas que aparecem e desaparecem em 72 horas, fui no médico porque ainda sentia dores no corpo e achei que poderia ser dengue, pedi para fazer um exame de sangue , deu negativo a sorologia para dengue. Menos mal. Mas sabe o que a médica falou para mim... que iria me tratar como sinusite, queria prescrever antibiótico. Fiquei horrorizada pois não tinha tosse e nem dor na face quanto menos sinais de gripe e a febre já havia passado. Fiquei preocupada com a saúde do Brasil. Como estamos caminhando.... depois pensei era melhor ter ficado em casa e esperado a virose ir embora. mas como queria fazer o exame para dengue acabei indo e ouvindo esse besteirol!!!

REGINA GOULART SANTOS disse...

Querida, que susto hein?!
Complicado...
E é por essas e por outras que estou passando para lhe desejar um Feliz dia Internacional da Mulher .
Beijos

Amiga do Cafa ( Celamar ) disse...

Ju,
que via crucis, heim ?
O importante é que no final tudo deu certo e seu filhote melhorou com o medicamento.
Criança dá susto mesmo.
Sorte você ser enfermeira e também uma mãe dedicada que não se contenta com o primeiro diagnóstico e vai a " luta".

Um beijo super especial pelo dia de hoje, mulher guerreira !

Fabiana disse...

Olá Juliana! Que historia hein, ou melhor que falta de historico, exame fisico... TUDO! Fico triste por toda esta historia... Espero que tenha melhorado seu filhote!
Gostei do seu blog, também tenho um, faça-me uma visitinha www.enfermagem-acao.blogspot.com

Fabiana

Déia disse...

Oiiiiiiiiiiiiii

Vim te deixar um bjinho

Déia com saudades

Nicole Louise disse...

Poxa Ju, que correria e que agonia hein?

Você e seu bebê pra lá e pra cá, como se fossem sacos de batata, sendo que o maldito primeiro médico poderia ter resolvido tudo isso com um pouco mais de atenção, paciência e perícia. Será que custa mesmo olhar aqui, checar ali, examinar de novo acolá? Será que custa tanto assim ser mais cauteloso com o paciente? Ser mais humano até, porque puxa vida, é só um bebê.

É bem o que você disse: e se fosse uma mãe leiga, no que daria todo esse descaso? Quem bom que vc abriu os olhos, aguçou os sentidos e continou tentando garantir o diagnóstico e o tratamento adequado para o se filhote.

Continue de olho aberto! :)

Um beijo grande melhoras pro pequenino.

***Mi*** ***Migliorati*** disse...

Complicado né Ju, mais o pior foi quando a gente foi no médico juntas!!Com a médica que a gente não tinha nds!