quinta-feira, 30 de julho de 2009

CASO 6- DO OUTRO LADO


Uma menina de 16 engravida de um relacionamento de 2 anos, ela sofre preconceito e falta de aceitação na escola, família, e mesmo por parte do namorado.
Apega-se cada vez mais a criança por esses motivos, no terceiro mês de gestação tem diagnóstico de suspeita de meningite fica internada isolada sofre por medo da perda do bebê, (meningite afeta o feto causando deficiência mental, cegueira, entre outras patologias...), é dada alta, ela teve uma contratura muscular no pescoço devido a situações de nervosismo extremo, causando a rigidez que normalmente sintomática a meningite ufaaaaa....
No quarto mês de gestação ela é contaminada por uma virose, que a deixa de cama e por vômitos seguidos causa a desidratação dela e do bebê, novamente é internada, tem alta após um dia.
A mesma entra em trabalho de parto aos oito meses completos de gestação, um parto que por falta de dilatação perdura mais de doze horas, causando assim o sofrimento do RN, que teve a respiração afetada pela demora do parto e falta de liquido amniótico por rompimento da bolsa, o RN é internado as pressas e vai para oxigeno terapia.
Após o parto a mãezinha apresenta alergia à anestesia e começa a ter convulsões.
O RN tem alta vai para o quarto hospitalar ictérico no banho de luz, no terceiro dia de internação RN apresenta 40 graus de febre é levado as pressas a UTI, após 12horas apresenta o quadro de infecção uma celulite no punho D, causada por má anti-sepsia da enfermagem, uma infecção hospitalar que proliferou entre os bebês no berçário.
O RN perdura internado durante um mês e meio recebendo de forma inadequada antibiótico de ultima geração (vancomicina), que administrado em quantidades e horários errados causa reações adversas graves como surdez e insuficiência renal, o RN é transferido de hospital, onde é mais bem tratado.
A mãezinha vai amamentá-lo durante todos os dias da internação mesmo estando em reabilitação, e isto faz toda a diferença o RN permanece ganhando peso e bem nutrido mesmo estando em terapia.
É muito difícil para eu escrever sobre essa historia, pois é a minha historia!
Depois de dias dentro de um hospital acompanhando a falta de cuidados e carinho as mães num período tão frágil e de tanta importância, após acompanhar varias historias e famílias, passei a amar e perceber a necessidade de profissionais humanizados e com competência para acolher essas mães, não só o RN pois a presença delas é imprescindível para a melhora do mesmo.
E foi assim que decidi ser enfermeira após estar do outro lado e vivenciar tal fragilidade, hoje meu João Arthur tem 5 anos e não apresenta sequela nenhuma da infecção nem da má administração do antibiótico.

quinta-feira, 23 de julho de 2009

CASO 5- UM DESCUIDO MÉDICO.

Uma moça de 25 anos engravida de um relacionamento conturbado, eu a conheço nessa fase difícil.
Eu por muitas vezes discuti com o marido dela tentando protegê-la, comprei o enxoval, a acompanhei nas consultas, participei de cada dia da sua gestação.
Por certo desentendimento paramos de nos falar, um dia antes do parto, ela ganhou bebê acompanhei tudo de longe. Um maravilhoso presentinho nasceu um dia seguinte do natal.
Ela chegou de alta hospitalar, não fui visitá-la mais parecia estar tudo bem, foi feita uma cesariana, e com o passar dos dias a barriga dela inchava, o médico que fez o parto esqueceu-se de cauterizar uma veia, causando assim uma hemorragia, os pontos estouraram e começou a vazar sangue.
Ela é internada as pressas, o bebê fica em casa, aos cuidados de sua avó, que infelizmente é alcoólatra e faz tratamento psiquiátrico, por ser muito nervosa.
Quando fiquei sabendo fui imediatamente a casa dela, a avó tinha chamado uma moça da vizinhança para amamentar a RN, eu desaprovo totalmente, a final quem poderia me garantir a saúde da moça!
Logo comprei um leite específico, e começou o problema! Como eu iria dar o leite sem usar mamadeira? Ela poderia desistir dos seios se eu facilitasse a amamentação?
Não estudava enfermagem ainda! Minha mãe sempre disse, que tudo que é feito com amor dá certo, então peguei um copo sentei a RN e consegui dar o leite, sem afogá-la.
Depois de levar o bebê para minha casa e cuidar dele, ainda tinha um problema quem iria ficar com a mãe no hospital? Eu????? Ela nem queria falar comigo e isso tudo por causa de um desentendimento bobo, ela me disse horrores, mesmo depois de tudo.
Só poderia ser eu, ela não tinha família, então no outro dia bem cedo eu entrei pela porta do quarto hospitalar com o bebê nos braços, ela quando me viu começou a chorar e disse:
- Mesmo depois de tudo, você veio, eu sempre soube que cuidaria dela pra mim. E tudo que eu disse sobre você?
Eu disse que nada mais importava, que estava ali para cuidar dela e do bebê que nós duas esperamos tanto!
Dei banho na mãe e no bebê, tirei leite dos seios dela enquanto dormia três dias para amamentar o RN, passei dias sem dormir no hospital cuidando delas.
Hoje ela está bem, é mãe de uma bonequinha linda, e se separou do marido.

Minha querida, mesmo estando tão longe não me esqueço de vocês duas!
Até onde uma amizade pode ir?
As minhas vão além do ego, orgulho e individualismo, pois a caridade e o amor são lições que minha mãe ensinou bem e o perdão é a maior dádiva do ser humano.

segunda-feira, 20 de julho de 2009

CASO 4- FALTA DE ORIENTAÇÃO


“No curso de enfermagem aprendemos, que a maior virtude de um enfermeiro é promover a orientação, pois um paciente bem orientado promove o autocuidado, facilitando assim grande conscientização, benefícios e independência do mesmo”.

Parturiente Q. admitida no hospital, 25 anos, 6 meses de gestação completos, marido refere que a mesma faz tratamento para epilepsia, trazida pelo SAMU em convulsões repetitivas, com 10 minutos de intervalo, causando assim a antecipação do parto, ela entra em coma e é feita uma cesariana as pressas para tentar salvar a vida do feto.
O RN (recém nascido) apresenta uma infecção, a mãezinha melhora é dada alta e o bebê permanece no hospital, para ganho de peso e administração de antibióticos.
Era o primeiro filho dela e seu marido já tinha uma idade avançada, 69 anos. A mesma era analfabeta e trabalhadora rural.
Encontro ela e o marido aos prantos na porta do berçário, perguntei o que havia ocorrido?
Ela chorando me explica, que seu bebê estava sofrendo um exame que dava choques e que poderia levá-lo a morte! Eu entrei em desespero, pois o que poderia ser isso?
Recobrei o juízo e perguntei como estaria sendo realizado esse exame? Ela me disse que tinha eletrodos espalhados pelo corpo do RN e que dão choques no coração!
Eu logo começei a rir de tanta felicidade, ela sem entender perguntou se eu estaria ficando louca.
Eu explico que o nome do exame é eletrocardiograma, e que ele serve para medir os batimentos cardíacos e que não causa risco de morte nenhum ao bebê.
Ela sorri e me abraça agradecida, visto que tudo foi uma confusão.
Essa historia teve um final feliz, pois mãe e bebê passam bem!

Então volto a enfatizar se a enfermeira orientasse a mãezinha, ela evitaria todo aquele sofrimento e transtorno desnecessário.

Essa é uma homenagem a uma amiga, agora distante!
Felicidades a você e sua linda família!

O QUE É SIBUTRAMINA?


Sibutramina é uma amina terciária usada para o tratamento da obesidade, ela age inibindo a recapitação de neurotransmissores como, noradrenalina e serotonina, este fato diferencia a sibutramina de outras substancias causadoras de perda de peso, como as anfetaminas.
A Sibutramina tem propriedades antidepressivas, mais não deve ser usado como antidepressivo, pois causa grande perda de peso.
Os principais efeitos colaterais são: insônia, dor de cabeça, secura da boca, falta de ar, aumento de apetite e náuseas. Essa medicação não é recomendada para menores de 18 anos, e também a idosos com idade maior há 60 anos.
A Sibutramina só deve ser usada se prescrita pelo médico, pois causa dependência.

A amiga que sugeriu o assunto um grande beijo, muito obrigada, disponha.
A todos os outros colegas que queiram colaborar com dúvidas, críticas ou sugestões, sejam bem vindos!
JU

quinta-feira, 16 de julho de 2009

SISTEMA ESQUELÉTICO


Derivado do Grego a palavra osso significa “corpo seco”, sendo uma estrutura dinâmica e adaptável, tem como uma das funções sustentação suporta cinco vezes seu peso, serve como uma alavanca para movimentar os músculos, formam um arcabouço de proteção que envolve órgãos importantes, ex: crânio e costelas.
Os ossos armazenam gordura, e 95% de minerais essenciais para a coagulação do sangue, contração muscular, transmissão do impulso nervoso e outros...
Osteologia é a ciência que estuda os ossos, o esqueleto é classificado em axial (tronco), e apendicular (membros).
A parte externa do osso é considerada compacta e a parte interna esponjosa, ossos podem ser classificados como: longos (fêmur), irregulares (vértebra), curtos (cubóides), e planos (parietal).



VOCÊ SABIA?
Que ao nascer possuímos 270 ossos, e com o crescimento e a ossificação, na idade adulta possuímos 206!

segunda-feira, 6 de julho de 2009

ANFETAMINAS


Anfetaminas são drogas que estimulam o sistema nervoso central, provocando o metabolismo acelerado, causando distúrbios como: falta de apetite, insônia, aumento dos batimentos cardíacos e pressão sanguínea, além de dilatação das pupilas, nervosismo, irritabilidade, entre outros...
As anfetaminas causam dependência física e psíquica, quando tomadas em doses exageradas causam agressividade e delírio, podendo levar até a convulsões.
Quando usadas por longos períodos causam a degeneração de determinadas células do cérebro.
Anfetaminas são drogas usadas para emagrecimento, e aumento da capacidade de concentração, só devem ser tomadas quando prescritas pelo médico, e por curto período, não deve ter uso concomitantemente com álcool.
Sendo assim o uso indiscriminado é de extrema periculosidade!

Então Dayane suas amigas devem ter mais cuidado, mande o recado como um alerta!
Bjo e obrigada pela sugestão.
Caso tenham duvidas disponham.

sábado, 4 de julho de 2009

CASO 3- CUIDADOS COM AS CRIANÇAS.


Certo dia é admitida na pediatria uma menina de apenas 7 anos, estava brincando no quintal, quando sentiu sede e foi beber água no tanque de lavar roupas, quando tentou subir, de repente o tanque caiu sobre seus pés decepando um dedo (segundo metatarso).
A criança chorava desesperadamente, o diagnostico médico foi reconstruir os ligamentos e recolocar o dedinho cirurgicamente, o procedimento foi realizado com êxito.
Mesmo tomando corticóides para diminuir o risco de rejeição, após alguns dias o dedo necrosou tendo assim que ser amputado!
A mãe e os familiares entraram em desespero, mais não havia outra forma de proceder.
A criança depois de tanta dor aceitou com muita tranqüilidade, o que torna esse caso diferente. Enquanto a mãe se preocupava com a estética a menina preocupava-se com seu restabelecimento.
Vai aí uma dica criança sozinha nunca!!!!!!!
Quem sabe essa mãe não poderia ter evitado buscando água na cozinha? Ou mesmo observando as condições do quintal, pois muitas vezes existem valetas e outros perigos, assim como um simples tanque solto.

quinta-feira, 2 de julho de 2009

CASO 2- BEBÊ FAZENDO BEBÊ.


Muitas adolescentes engravidam, sem saber o real motivo da maternidade, sem cuidados ao corpo e nem ao bebê. Contarei um fato real que presenciei num estagio no hospital publico da periferia de São Paulo

No período da manha, o fluxo do pronto socorro adulto estava aumentando, foi quando uma mãe desesperada trazia sua filha aos braços pedindo socorro. Nenhum funcionário atendeu desesperando-a ainda mais. Foi quando tive a iniciativa de fazer o atendimento, sendo que era proibido para estagiarias. Comecei perguntando o real motivo da ida ao hospital, tentando tranqüilizar para saber o que realmente aconteceu com a criança, mãe disse:

- Minha jovem, minha filha engravidou, ela tem apenas 12 anos, não tem juízo, nem estrutura para ter um filho, ela está de 18 semanas, e está com sangramento e não sei se ela tomou remédio, não sei me ajude, por favor.

Pedi a ajuda de aux. enfermagem, pegamos a maca, fizemos a ficha para atendimento, e encaminhamos para o setor ginecologia e obstetrícia.

- Minha jovem, minha filha não tem cabeça para isso, ela estava desesperada, porque o namorado sabendo da gravidez a deixou, ela parou de estudar está numa depressão tremenda, não sei mais o que faço, ela pode ter tomado remédio, pode ter colocado alguma coisa lá dentro não sei... Começou a chorar copiosamente.

Depois de 40 minutos aparece à médica informando o caso clinico da paciente.

- Mãe, sua filha estava grávida de 18 semanas, tomou medicamento abortivo, perdeu o filho, e provavelmente não poderá ter mais, porque estourou a placenta e danificou o útero.

A mãe começou chorar desesperadamente.

- A medica continuou a falar.

- Conversando com sua filha ela afirmou ter comprado o medicamento em lugar clandestino, está com hemorragia interna, terá que ficar uns dias internada para observação.

Abracei a mãe, tentei dizer coisas confortantes, mais a situação era difícil.

Pedi autorização para médica e consegui entrar no quarto

Observei e pequena criança e simplesmente comecei a chorar, era triste a cena. Mais uma vida se foi, isso acontecia diariamente no hospital. Crianças sem instrução educacional, sem orientação da mãe do pai era a maioria dos casos. Muitos fetos morreram, outros nasceram com deformações.

Este texto não é meu foi escrito por Juliana Vital minha amiga, abro espaço a todos os colegas.
Juju meu amor adorei...

REMEDIO FALSO? COMO?


Sim o espanto é normal, como isso poderia acontecer, mais é verdade a ANVISA publicou uma nota dizendo que 20 % dos medicamentos consumidos no Brasil são falsos, tudo se explica pelos valores baixos em relação aos verdadeiros e a compra sem necessidade de receita medica.
Os medicamentos mais pirateados são Viagra, Pramil, Cialis remédios que tratam de disfunção erétil, para emagrecimento (Sibutramina), Anabolizantes e Citotec (abortivo).
A falsificação além de enganar pessoas doentes pode causar sérios danos à saúde, pois os comprimidos são feitos de farinha ou de substancias tóxicas.
Algumas medicações para emagrecimento, por exemplo, contém altas doses de hormônios, o que pode levar a sérios danos, e estão sendo comercializados discriminadamente em camelôs e pela internet, sem noção do perigo a pessoas acabam comprando pela facilidade.

O QUE FAZER PARA NÃO COMPRAR?

Só compre remédios em farmácias e drogarias, e verifique se a farmácia tem alvará com licença sanitária carimbada.
Exija nota fiscal e anote o numero do lote da medicação pode se tornar uma prova processual.
Observe prazo de validade, os remédios falsos estão com datas vencidas e tem carimbos diferentes.
Só compre remédios com receita medica, verifique se o medicamento esta lacrado, selado, se possui picote, raspadinha ou selo do laboratório.

VOCÊ SABIA?

Que o Brasil é um dos países onde a população mais compra medicação sem receita medica de acordo com a OMS (organização mundial da saúde).

quarta-feira, 1 de julho de 2009

TECIDOS


Tecidos são camadas de grupos de células que executam uma função comum, histologia é o estudo dos tecidos.
O nosso corpo é composto praticamente só de tecido de vários tipos:
* tecido epitelial
*tecido conjuntivo
*tecido muscular
*tecido nervoso
*tecido ósseo

Tecido epitelial serve de revestimento e proteção, tem disposição de células juntas, é pouco vascularizado.

Tecido conjuntivo é especializado e mais abundante no corpo, tem função de sustentação, defesa, nutrição, tem disposição das células afastadas, é muito vascularizado, é classificado em:
* tec. conj. denso regular.
* tec. conj. irregular.
* tec. conj. elástico.
* tec. conj. reticular.
* tec. conj. adiposo (células de gordura).
* tec. conj. frouxo.
* tec. conj. propriamente dito.

Tecido muscular é o único tecido com capacidade de se contrair e tornar o movimento possível há três tipos de tecido muscular:
Músculo liso, presente em muitos sistemas, sua contração é involuntária.
Músculo esquelético é responsável pelos movimentos do corpo é voluntario.
Músculo cardíaco compõe a maior parte das paredes do coração.

Tecido ósseo é o mais rígido de todos, tem função de sustentação, movimento, proteção, produz hemácias para o sangue (hematopoese), armazena gordura, e classifica-se em compacto e esponjoso.

Tecido nervoso é constituído por neurônios, que respondem a estímulos e conduzem o impulso.


VOCÊ SABIA?
Que gordura em excesso pode antecipar a morte, mais as dietas só eliminam a gordura armazenada dentro do tecido adiposo não o próprio tecido.