segunda-feira, 29 de junho de 2009

CASO 1 – Queimaduras decorrentes de choque elétrico.


Paciente W. 18 anos admitido no hospital após sofrer queimaduras decorrentes de um choque elétrico. Uma fatalidade imensa ele andava pela rua quando repentinamente um cabo de energia se rompeu caindo sobre ele, e o pior isso é verídico.
O choque sai pelas mãos e necrosa parte do tecido, o diagnóstico medico sugere a amputação das mãos.
Eu pude ter o privilégio de conhecer esse rapaz e dividir com ele o medo e as alegrias.
Ele tão jovem completou 18 anos em sua primeira semana no hospital, por lá permaneceu três meses de angustia quando as mãos estavam sobre a ameaça da amputação. Por sua jovialidade tinha medo de não encontrar uma namorada pela ausência das mãos, eu sempre tentei acalmá-lo, criando assim uma relação de amizade e carinho.
Um paciente que tinha medo de colher sangue para exames passou por sete cirurgias reconstrutoras, os médicos decidiram não fazer a amputação pela sua idade, nós comemoramos demais. Logo ele iria ter alta conseguia mover os dedos, encostar um no outro.
Que felicidade ele iria para casa depois de tantos dias preso a cama sem se mover sequer, tomando muitos antibióticos para prevenir uma infecção.
Vou ao seu quarto, chegou sexta-feira dia de ir vê-lo, ele vomita sem parar não consigo entender, o medico chega a falar sobre alta na próxima semana. Eu me despeço dele afinal na próxima sexta ele estará em casa ao lado de sua mãe que mesmo morando no interior de SP vai todos os dias vê-lo e chora ao pé da maca.
Quando acordo na outra sexta seguinte a visita, recebo uma ligação do hospital dizendo que ele faleceu! Fico chocada, sim era verdade meu amigo faleceu tão jovem, uma bactéria entrou pelas mãos e foi para corrente sanguínea causando uma parada respiratória, tentaram reanimá-lo, mais em vão desistiram.
Essas coisas nos fazem pensar o quanto à vida é frágil, foi uma fatalidade, poderia ter acontecido com qualquer um. Como nós desperdiçamos um tempo precioso a nada às vezes, ele perdeu muitas oportunidades, tinha acabado de completar o ensino médio e a vida inteira pela frente.

Em memória de um amigo muito especial, esteja onde estiver sempre vou me lembrar de você.

4 comentários:

Nicole Louise disse...

Sinto muito pela sua perda. Tenho certeza que você o ajudou como pode. E da melhor maneira estando ao lado dele dando força em um momento tão delicado dessa vida que foi tão breve.

Você tem uma sensibilidade singular com as palavras. E o ato de compartilhar histórias de solidariedade, generosidade e comprometimento com algo que vá além de sua própria existência: é muito precioso.

Continue. Sempre.

Anônimo disse...

Obrigado por intiresnuyu iformatsiyu

Anônimo disse...

divergent brim achievements accessto buzzmetrics kingdomeea arya indicating anonymised mysliwiecka allotment
semelokertes marchimundui

Rúbia disse...

Sinto muito pela sua perda, realmente é muito triste ver alguem perda a vida quando tem tanta coisa ainda pra viver.
Mas Deus sabe de todas as coisas.
Beijos
Me segue!!!!